terça-feira, 3 de outubro de 2017

Vera Medina - Resolution + remix

Capa

Lançado em 2006 pela gravadora LUA Music, Resolution é o nome do álbum de estreia da cantora, produtora e compositora Vera Medina.
Encarte

O novo milênio marcou abertura do mercado para novos artistas que, apesar do extenso trabalho musical, continuam desconhecidos do público brasileiro. Anteriormente, um punhado de cantores e bandas dominava o cenário entre os estilos da MPB, rock, pop e regionalismos. Porém, não somente o país como o resto do mundo, percebeu a existência de centenas de artistas talentosos em outras áreas musicais. 
Encarte resenha promocional

Aproveitando oportunidades e explorando novos conceitos, temos que admitir que a cantora Vera Medina é uma artista corajosa. Ela ignorou as regras silenciosas impostas pelo cenário musical (a mesmice que todos sabem) e apostou suas fichas no conceito eletrônico. Essa jogada, rendeu bons frutos e possibilitou a criação de um álbum fora dos padrões musicais brasileiros. 
Encarte 01/02
Encarte 03
Encarte 04
Encarte 05
Encarte agradecimento 
Contracapa

Resolution é um álbum pop eletrônico contemporâneo adulto, que registra 17 canções com referências da Bossa Nova, House, Deep House, Downtempo e um clima todo especial para lounges e chill outs. A criança perdida (de costas) na capa do disco poderá causar outras interpretações e parecer fora de contexto, mas o álbum é bom. Tirando as faixas cantadas em inglês, Vera se sai muito bem na interpretação de canções brasileiras e surpreende com remixes assinados pelos Djs Renato Lopes (ex-QFLR), o Dj MR. Gil e R. Motta e Gonçalo Vinha do Projeto Oil Filter, que fez a resenha de apresentação do álbum.

Resolution, registra as seguintes faixas: 

1-Espera (Waiting)  4:51
2-Wonder Bossa 4:52
3-Don't Look Behind 4:16
4-In The Middle 4:08
5-Neon 4:07
6-Estar Com Você (Being With You) 4:22
7-Simples (Simple) 4:06
8-Mar (The Sea) 4:44
9-Feeling Free 4:20
10-Questions And Remarks 4:27
11-Breve (Blue) 4:15
12-So Deep  4:28
13-Segredos (Strict Secrecy) 4:24
14-When I Think Of You 4:19
15-Don't Look Behind (Oil Filter E Duka Calliery Tropical Drums Mix) 4:48
16-Feeling Free (DJ Mr. Gil E DJ R. Motta Remix) 6:09
17-Wonder Bossa (Renato Lopes Remix) 5:02
CD

* Até o momento o álbum não foi editado em vinil

domingo, 10 de setembro de 2017

TRAMA PROMO 2003 FOR DJ´S (Compilação promocional - vários)


Em 2003 a compilação promocional lançada pela gravadora TRAMA foi o objeto de desejo de seis a cada dez djs brasileiros. Porque apenas seis? Porque a maioria dos djs não tocam dance nacional pelo fato de grande parte do público que frequenta clubes e danceterias, ainda não está habituado com o baticum brasileiro. A play list dos djs na maioria das festas pelo país, está voltado para o dance internacional. É claro, que existem djs que tocam música brasileira dançante no estilo  sertanejo, regional, axé, pop rock, funk entre outros. Mas dance, dance e dance de verdade, eram poucos e atualmente continua sendo poucos. Houve diversas experiências, mas as emissoras de rádio não acompanham o festerê dos clubes e consequentemente, não se conectam com os remixes nacionais. Os programas de rádio que tocam Dance music, seguem os pedidos feitos por pessoas que escolhem a cena musical gringa, ao qual já sabemos. 

Especialistas no assunto já observaram, que programas de rádio voltados para o público de Dance music com musicas brasileiras existiram, porém a audiência era baixa e o mercado limitado. A dinâmica de produção de novas canções e remixes dançantes internacional são gigantescas se comparado com a produção brasuca.
De fato, a compilação rara e exclusiva para djs não apresenta capa impressa e registra aproximadamente 50 canções, divididas numa caixa contendo quatro Cds separados pelos estilos de House, Drum´n´bass, R´N´B e Lounge (Downtempo). Para o delírio dos fãs, as coletâneas são incríveis e estão repletas de remixes de artistas que faziam parte da proposta musical da gravadora TRAMA, na época.

Seria muito bom se todas as gravadoras nacionais lançassem compilações de remixes neste formato. Quem sabe um dia, teremos uma cena musical brasileira tão exuberante e criativa quanto a cena musical dos gringos.

O CD 1 – HOUSE apresenta as seguintes faixas:

1. Elis Regina & Tom Jobim - Só tinha de ser com você (Mad zoo classics sessions)
2. Ed Motta - Tem espaço na van (Linn remix)
3. Anderson Soares - Nu vida (Original)
4. Claudio Zoli - Noite do prazer (A domestic house mix radio edit)
5. Jair Oliveira - Todas as letras (sou teu nego) (House by Mad zoo)
6. Patricia Marx - Despertar (Nueva vida mix by Bruno E)
7. Technozóide - Air love the sun (Mad zoo nu house remix)
8. Jair Oliveira & Ed Motta - Amor e saudade (Anderson Soares remix)
9. Technozóide - Esfera (Alpha 5 sessions mix)
10. Simoninha - Mais um lamento (Mad zoo nu vida session - radio edit)
11. Max de Castro - Sonho de verão (angele's radio edit)
12. Silvera - Quando o vento sopra (Anderson Soares club mix)
13. Claudio Zoli - Flor do futuro (radio remix)

O CD 2 - DRUM'N'BASS registra as seguintes músicas:

1. Fernanda Porto - Tudo de bom (re-mix)
2. Dj Patife - Sambassim (Dj Patife remix)
3. Simoninha - Mais um lamento (Mad zoo's & Patife session mix)
4. Jair oliveira - Todas as letras (sou teu nego) (Mad zoo's nigga session)
5. Max de castro - Mais uma vez um amor (Original version)
6. Claudio zoli - Flor do futuro (Mad zoo's & Patife session mix)
7. Silvera - Vem ficar comigo (Mad zoo's d&b session mix)
8. Patricia Marx - Sem pensar (Mad zoo's d&b session mix)
9. Dj Marky - Atitude (Stakka, skynet & friction)
10. Technozóide - Esfera (feat. Rosy Aragão) (Original)
11. Drumagick - Easy boom (take it easy my brother...) (Original)

O CD 3 - R'N'B apresenta as seguintes canções:

1. Claudio Zoli - Flor do futuro (Smooth R'N'B remix)
2. Ed motta - Tem espaço na van (Max remix)
3. Silvera - Vem ficar comigo (Party remix)
4. Max de Castro - Nego do cabelo bom (Remix radio edit)
5. Fernanda Porto - Tudo de bom (Linndrum remix)
6. Jair Oliveira - Todas as letras (sou teu nego) (Remix by dj Marcelinho)
7. Pedro Mariano - Pode ser (Silver remix)
8. Simoninha - Mais um lamento (Rythm'n bossa remix)
9. Patricia Marx - Despertar (Original)
10. Claudio Zoli - Cada um cada um (a namoradeira) (Jaguar mix)
11. Dj Marcelinho - Não entendo - feat. Silvera e Paola (Original)
12. Patricia Marx - Demais pra esquecer (Jmb remix)
13. Pedro Mariano - Voz no ouvido (Mellow break remix)
14. Claudio Zoli - À francesa (Jmb-R'n´b) - rap: Fabio luiz

O CD 4 - LOUNGE apresenta as seguintes faixas:

1. Technozóide - Alone (on universe) Original 
2. Fernanda Porto - Jeito novo (not the same) (Original)
3. Patricia Marx - ...E o meu amor vi passar (Bruno E remix)
4. Silvera - Linda (Original)
5. Simoninha - Mais um lamento (Rythm'n bossa remix)
6. Technozóide - Esfera (feat. Rosy aragão)
7. Otto - Bob (Edu K remix)
8. Max de Castro - Os óculos escuros de cartola (Original)
9. Claudio Zoli - Cada um cada um (a namoradeira) (Slow jam remix)
10. Xrs Land - Bom dia (Original)
11. Pedro Mariano - O amor se acaba (Original)
12. Ed motta - Gift and sorrows (Original)
13. Jmb - Deixa o amor entrar feat. Otto (Original)

* Não há registro que os Cds tenham sido editados em vinil.

** Existe a possibilidade dos Cds promocionais terem sido distribuídos de forma individual. Entretanto, não podemos confirmar. 

domingo, 27 de agosto de 2017

Fernanda Abreu - Entidade Urbana / Baile da pesada remix (single promocional)

Capa

Não confunda o single “Baile da Pesada Remixes” (já postado pelo blog. Para reverclique aqui), com o single Entidade Urbana. São dois singles diferentes. Um apresenta “todos” os remixes oficiais para a música Baile da pesada. O outro single, que está sendo divulgado pelo blog neste momento, registra “alguns” remixes da canção Baile da pesada.

É preciso comentar que a assessoria musical da cantora Fernanda Abreu age de forma estranha. Quando era o momento certo (em 2000) para a cantora lançar um trabalho musical Pop, Fernanda Abreu optou por lançar um disco com referências do Funk para agradar ao publico dos guetos Funk do Rio de janeiro e São Paulo, pensando que o Brasil iria receber o trabalho de braços abertos.

Mas a situação ruim ficou pior.  Em 2016, quando finalmente a música Funk tinha saído dos guetos e alcançado – de certa forma - o mainstream da música no Brasil, a cantora lançou um disco Pop.

Quem ficou dando trela para o Funk quando ainda não era o momento do Funk fazer sucesso, vai ter que continuar insistindo nessa área. Não pode mudar da noite para o dia, como se a música fosse uma troca de roupa. Agora seria o momento certo de Fernanda Abreu arrasar junto com Anitta e Ludmila na música Funk brasileira. Porém.....
Contracapa

O resultado dessa confusão é que poucos deram o devido valor para o trabalho musical de Fernanda Abreu (Entidade Urbana) lá em 2000, pelo fato que nessa época o mundo estava voltado para a música pop eletrônica. E agora em 2016/2017 ninguém, de novo, está dando o merecido valor para o trabalho de Fernanda Abreu (Amor Geral) porque os ouvidos musicais brasileiros estão voltados para o Funk.

Existem alguns foras no mercado musical brasileiro que são difíceis de entender. Fernanda Abreu não pode ter uma assessoria que pense que o mundo gira ao redor de São Paulo e Rio de janeiro. Fernanda Abreu é uma cantora nacional e não uma cantora de guetos. Ela precisa ter a seu lado uma visão musical holística sobre os guetos, sobre o Brasil e sobre mundo, bem como o gosto musical das classes sociais que fazem parte da sociedade.

Os artistas que tentam fazer um trabalho independente do mercado, devem ter o máximo de cuidado, pois “essa independência” pode resultar em milhares de Cds encalhados nas lojas, pelas baixas vendas. Se o artista e a equipe de marketing não se preocupa com os detalhes, pois “pensa” que possui autonomia sobre o gosto musical dos brasileiros, então, não adianta por a culpa no preço dos Cds ou porque as pessoas gostam mais da grama do vizinho.

Música é assim: - "Vence quem conseguir reunir o maior número de pessoas a seu favor. O artista pode fazer um ótimo trabalho, mas precisa observar de que lado o vento sopra."

O single possui quatro remixes iguais aos divulgados no single já postado pelo blog + a canção Paisagem de amor:

1- Paisagem De Amor (Versão original) 6´07
           
2- Baile Da Pesada (Versao Original) 3´16
3- Baile Da Pesada (Tausz Mix) 3´16
4- Baile Da Pesada (Hitmakers Real Funk Radio Edit) 3´14
5- Baile Da Pesada (New Funk Radio Edit) 3´18
CD

* É claro que o single não foi editado em vinil.

** Maquiavel explica:

Em 2000, o país não estava voltado para o Funk. O Brasil estava sintonizado com a galera internacional e a música eletrônica. Somente em 2015/2016/2017, vencido pela insistência, o país começou a se interessar pelo estilo Funk. Na virada do milênio, eram os guetos que se importavam com o funk e não o Brasil. Agora a história é outra, mas - dadas as proporções - continua limitada pela influência da classe social na escolha musical.   

- O que eu ganho estando a seu lado? Glamour e bom gosto da elite.
- Mas se for outro tipo de musica?  Bem, ai você vai ficar com a favela.

Não culpe a equipe do blog pelo texto. Nós apenas falamos a verdade, cruel e feroz. Se a sociedade brasileira é preconceituosa? Bem, ai é um problema da sociedade. 

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

XRS Land - Sarau (álbum)

Capa

Para quem não conhece ou para aquelas pessoas que não querem se esbaldar  na pista de dança, o álbum de estreia do produtor Xerxes de oliveira é uma boa alternativa para se ambientar no estilo musical eletrônico do Drum´n´bass.
Encarte da capa
Encarte 1
Encarte 2

Lançado pela gravadora TRAMA na virada do século e do milênio (1999), o álbum “Sarau” de XRS Land (Xerxes de Oliveira), utiliza uma textura musical mais comportada com influências do Downtempo, com leve sotaque brasileiro nos beats de Bossa nova (Drum´n´bossa).  
Contracapa

Todas as faixas foram produzidas e arranjadas por Xerxes de Oliveira. Para muitas pessoas “Sarau” é visto como um álbum experimental com uma sonoridade “cool” para atender ao desejo musical de ouvidos mais sofisticados e exigentes. Não se trata de um trabalho musical dançante, embora possa embalar aquela galera que adora fazer pose de moderno em festinhas descoladas de publicitários. Diria que é um trabalho atemporal destinado para djs que trabalham com a atmosfera de lounges e chill outs. Recomendamos!

O trabalho registra as seguintes faixas:

1- Bom Dia 4:00
2- TV Aquarium 6:35
3- Só  8:58
4- The Secrets Of The Floating Island '99 9:07
5- Sarau 8:37
6- Spectrogirl 6:37
7- Vitória-Luz 6:41
8- Ao Alcance 5:27
9- Get Back  9:02
10- Nitro 7:25
CD

* Até o momento o álbum não foi lançado em vinil

sábado, 5 de agosto de 2017

Vanessa Rangel - Por toda vida agora remix (Single promocional)

Capa

Para a felicidade de fãs e colecionadores, apresentamos mais um remix desconhecido do grande público. Dessa vez é por conta da cantora Vanessa Rangel. O Single promocional foi distribuído em 2000 pela gravadora EMI e apresenta as canções “Por toda vida agora”, e “Do avesso”.

Já mencionamos em outras resenhas que existem musicas de “nada” que, independente de remix, foram “tudo “de bom num mega sucesso comercial e, musicas de “tudo”, que acabaram em “nada”. Todo artista sabe que isso pode acontecer no desenrolar da carreira musical, por mais bonita que a canção seja.
Contracapa

No caso do single apresentado pela cantora Vanessa Rangel, constatamos que a música é ótima, bem gravada, bem masterizada e produzida. Porém, o principal não aconteceu, a canção não caiu nas graças do público que na época de lançamento, estava voltado para consumir e contemplar outros estilos musicais.

Os remixes da música “Por toda vida agora”, foram produzidos em estúdio sem a assinatura de algum Dj ou produtor com referências na área dançante. Os três remixes com influências do French house complementam o trabalho, mas não chegaram e nem chegariam a empolgar a galera nos clubes. Valeu pelo investimento e tentativa, mas não foi dessa vez. Infelizmente. 

O single apresenta as seguintes faixas:

1- Por Toda Vida Agora (Original Version) 4:21
2- Por Toda Vida Agora (Musique Radio Vocal Version) 4:01
3- Por Toda Vida Agora (Musique Extended Vocal Version)  4:55
4- Por Toda Vida Agora (Jazzy House Vocal Version) 6:33
5- Por Toda Vida Agora (Musique Instrumental Version) 4:35
6- Do Avesso (Original Version) 3:31
CD

* O single não foi editado em vinil 12”.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

RAM SCIENCE - É Música (Àlbum + remix)

Capa

O álbum produzido pelo projeto Ram Science (Aka Ramilson Maia) é experimental, mas não naquele sentido “papo cabeça chato conceitual” estilo MTV brasileira na virada do milênio, que utilizava um discurso subliminar fingindo ser neo hippie misturado com teorias esquerdistas de vida social fazendo pose de pobre vitimista de fachada, que alguns filhos da elite brasileira defendiam ao se posicionarem contra o sistema capitalista, e que na prática, dependiam e dependem do sistema para sobreviver. Nada disso! 

A proposta é experimental no sentido de que todas as melodias apresentadas pelo projeto (de certa forma) já existiam no mercado internacional. Então, naquele momento, a produção do Cd utilizou a mesma proposta musical dos gringos só que com a cara do Brasil. Quem gostar ou curtir, ótimo. Yes! Nós também temos bananas! Então, é nesse sentido que estamos falando que o álbum é experimental.
Contracapa

O trabalho poderia ser uma novidade para parte do Brasil que não sabia o que rolava musicalmente ao seu redor (mundo). Entretanto, para a outra parte do país que tinha acesso a informação, a aposta musical do álbum serviu apenas como registro.
Contracapa interna

Lembramos que todas as resenhas sobre todos os trabalhos musicais brasileiros representam apenas uma olhar diante de vários olhares e possibilidades de crítica ou de elogio. Uma questão positiva do álbum, foi que o produtor Ramilson Maia arregaçou as mangas, foi lá e fez o serviço. Ele não ficou esperando pelo mercado, pelo público, por uma autorização de gravadora ou seja lá de quem for. A música possui uma dinâmica interessante. “Se o público gostar, ótimo! Se o público não gostar da música o artista faz outra”! Simples assim.....
Encarte 1
Encarte 2 
Encarte 3
Encarte 4
Encarte 5
Encarte 6

A base melódica do álbum “É música” do projeto RAM Science, lançado em 1999 pela gravadora TRAMA, utiliza referências eletrônicas voltadas ao Drum´n´bass, Techno e House. O destaque especial vai para o conceito de arte assinado por Bruno E, que utilizou uma linguagem gráfica moderna, colorida e cheia de linhas geométricas, que representavam o top do design contemporâneo para na época. Esse conceito gráfico também era utilizado por centenas de artistas de música eletrônica no mundo inteiro e se tornaria referência gráfica do estilo.

O álbum registra as seguintes faixas:

1- Experiência 6´34
2- É Música! 6´55
3- Berimbaus 5´54
4- Situação 8´42
5- Só Jesus salva (Templo remix) 5´19
6- Drum Rhodes 5´43
7- A família 5´26
8- Só Jesus salva (Original mix) 7´10
9- Trabalhador (Zero Nágua mix) 4´56
10- Vida nova 6´36
11- Eu e o logic 6´21
12- É Música! (Drumagick mix) 8´47
CD


* Até o momento o álbum não foi editado em vinil. 

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Tim Maia - Racional Vol.1 Remixado (Compilação)

Capa

A compilação “A festa do Tim Maia” com remixes produzidos pelo Dj Memê (já postada pelo blog, para rever clique aqui!) registra um conceito de remixes voltados para a pista de dança e o festerê em geral. A outra compilação “Tim Maia racional vol.1 remixado” possui um conceito de remixes moderados com uma atmosfera mais contemplativa do que necessariamente dançante.
Encarte 1
Encarte 2

Trata-se de dois olhares diferentes para o trabalho de um artista respeitado na cena musical popular brasileira, que conseguiu ir muito além das fronteiras nacionais.

Lançado em 2006 pela gravadora TRAMA, a coletânea Tim Maia – Racional vol. 1 – remixado, apresenta seis canções do artista, que foram transformadas em 12 remixes ou releituras assinadas por Mad Zoo, Bruno E, João Marcelo Bôscoli, Rappin Hood, Parteum, Silvera, Instituto, Dj Mau Mau, Bossacucanova e Max de castro.
Contracapa

As versões possuem uma vibração mais conceitual voltada para bares e ambientes que celebrem a musicalidade brasileira misturada com a cultura Hip Hop.

A coletânea apresenta as seguintes faixas:

1- Racional Culture (Bruno E Remix) 5´06
2- Racional Culture (Parteum Remix) 3´21
3- Bom Senso (Remix) 3´22
4- Imunizacao Racional (Que Beleza) (Instituto Remix) 3´21
5- You Don't Know What I Know (JMB Remix) Featuring – Maita  4´38
6- Leila O Livro Universo Em Desencanto (Rappin' Hood Remix) 4´36
7- Universo Em Desencanto (Zegon Remix) 4´22
8- Bom Senso (Remix) 4´09
9- Imunizacao Racional (Que Beleza) (Madzoos Rebirth Remix) 7´11
10- Racional Culture 5´26
11- Bom Senso (Remix) 3´23
12- You Don't Know What I Know (Art And Soul Remix by dj Mau Mau) 4´00
CD

* Até o momento a compilação não foi editada em vinil.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Friendtronik – Friendtronik@periferia.com.zl (Cd álbum)

Capa

O projeto FRIENDTRONIK lançou em 1999 pelo selo Mundo Mix Music, através da gravadora SONY, o álbum "Friendtronik@periferia.com.zl".

A proposta melódica faz parte da lista de artistas brasileiros que tiveram a coragem e o desafio de apresentar/produzir um conceito musical eletrônico 100% nacional, muito tempo depois que centenas de trabalhos musicais gringos similares já dominavam o mercado.

O FRIENDTRONIK era formado e foi produzido por Xerxes de Oliveira em parceria com a Dj Paula M. O álbum apresenta um total de dez faixas que utilizam uma sonoridade experimental dentro da música eletrônica com referências do Drum ´n ´bass. 

As pessoas sabem que é impossível falar de Dance music sem mencionar a música eletrônica e vice-versa. Então o álbum do projeto Friendtronik também faz parte de outra listagem de trabalhos musicais brasileiros, que beberam da fonte musical eletrônica e ao mesmo tempo flertaram com a pista de dança, direcionada a satisfazer ao público que gosta de Drum´n´bass! 
Encarte 1
Encarte 2
Encarte 3
Encarte 4
Xerxes de Oliveira / reprodução
Contracapa

O álbum apresenta as seguintes faixas:

1- Friendtronik - No meaning time 8´37
2- Friendtronik - AM Interference 8´13
3- Friendtronik - Metro 7´36
4- Friendtronik - Shampoo VCF 8´08
5- Friendtronik - Speed Z-L 5´33
6- Friendtronik - Da Tank 7´31
7- Friendtronik - Coolbass 5´54
8- Friendtronik - Na fumaca do gongo (Nevoeiro Mix) 6´38
9- Friendtronik - Clima tenso 7´19
10- Friendtronik - Malungo no Volante 7´52
CD

* Para ouvir o álbum inteiro clique aqui

** Até o momento o álbum não foi lançado em vinil.